quarta-feira, 20 de agosto de 2008

...eu por mim mesma.

O SILÊNCIO ANTES DO CAOS
...Sou exatamente o que quero ser
Ou simplesmente o que preciso ser!
Sou mãe, filha, irmã.
A menina que tem medo de crescer
Ou a mulher que esqueceu que já cresceu??!?!?
Sou sempre eu
Mas nunca a mesma...
Intangível, inconsequente, inexorável
...seja o que for, não há como verter!
Sou pura, maluca...
Vivendo de incertezas
...sonhos, desejos ou realidades
Vai depender do dia!

INCONSTANTE?

Talvez...
Melhor do que a monotonia!

Um comentário:

Manu Abintes disse...

Amo as suas palavras...
seus pensamentos...